Warning: file_put_contents() has been disabled for security reasons in /home/bichote2/public_html/luizacervenka/wp-content/plugins/stats-counter/wpadm-class-wp.php on line 745

Warning: file_put_contents() has been disabled for security reasons in /home/bichote2/public_html/luizacervenka/wp-content/plugins/stats-counter/wpadm-class-wp.php on line 920

Warning: file_put_contents() has been disabled for security reasons in /home/bichote2/public_html/luizacervenka/wp-content/plugins/stats-counter/wpadm-class-wp.php on line 920

Warning: file_put_contents() has been disabled for security reasons in /home/bichote2/public_html/luizacervenka/wp-content/plugins/stats-counter/wpadm-class-wp.php on line 920

Warning: unlink(/home/bichote2/public_html/luizacervenka/wp-content/plugins/stats-counter/flag_init): No such file or directory in /home/bichote2/public_html/luizacervenka/wp-content/plugins/stats-counter/wpadm-class-wp.php on line 778
Dia do amigo ou do cachorro? – Luiza Cervenka
Nem sempre o problema é comportamental
13/07/2016
Adestramento realmente funciona?
27/07/2016
Mostrar tudo

Dia do amigo ou do cachorro?

Foto: Bruna Gobbi

Foto: Bruna Gobbi

No dia 20 de julho, é comemorado o dia do amigo. Mas a maioria das fotos que vemos nas redes sociais é de cães. Então seria o dia do cachorro? Os os cães são os melhores amigos do homem?

A frase clichê de que o cão é o melhor amigo do homem nunca foi tão verdadeira. E não é pelo fato dos cães serem super companheiros. Vai muito além disso. Uma das grandes dificuldades dos tempos atuais é aprender a lidar com frustração.

Quando você tem um amigo humano, liga para ele buscando consolo. Mas não necessariamente ele vai ter tempo ou vai te dar a atenção que gostaria. São inúmeros fatores que podem fazer com que, ao final da ligação, você esteja precisando de mais ombro amigo que antes.

Foto: Lilian Knobel

Foto: Lilian Knobel

Nessa hora que o cachorro entra. Não importa quanto tempo ele ficou sozinho, se seu dia foi ruim, se alguém brigou com ele. Ao abrir aporta, ele virá, de rabinho abanando, na maior alegria, para te receber. Não falará nada, não brigará porque faltou na academia, ou porque esqueceu de comprar a ração dele. Não há frustração, só alegria, sempre. Se ele não vier, certeza que há algo de muito errado.

Na hora de sair, acontece o mesmo. Você liga para o amigo, para o vizinho, primo, ex-namorado e ninguém pode sair. Então, você olha para o lado e está aquele rabinho abanando, aguardando o momento de ouvir a palavra “passear”. Basta passar a mão na guia e ganhar a cidade. Pode ir ao parque, ao shopping, ao restaurante, e você nunca estará sozinho. Além do cãopanheiro, diversas pessoas se aproximarão para puxar um papo sobre o peludo.

Sohail.Fazluddin/Creative Commons

Sohail.Fazluddin/Creative Commons

Na hora de dormir, todos adoram um cobertor de orelhas. Neste caso, é literal, pois orelhas peludas aquecem mais. Jogue o urso de pelúcia, ou o travesseiro extra, longe. Agarre o peludo e tenha a melhor noite de sono de todos os tempos.

Com o passar do tempo, nos acostumamos a fazer mais programas com o amigo de quatro patas, do que com os humanos. Mas, infelizmente, os cães não conseguem nos ajudar em alguns aspectos. Somente outro ser humano poderá debater temas, nos ajudar a ver a situação por outro lado ou mesmo ajudar em uma mudança.

Foto: Lilian Knobel

Foto: Lilian Knobel

Não escrevo isso como um sermão, mas como um lembrete a mim mesma. Conto, como uma presidiária, os dias que estou sem cachorro. Não é por não querer outro amigo que late. Mas com o Stitch, eu me distanciei dos meus amigos humanos. Agora, preciso reconquistá-los.

Feliz dia, meu amigo!

Luiza
Luiza
Luiza Cervenka é bióloga, com mestrado em Comportamento Animal (Psicobiologia) e pós graduação em jornalismo. Escreve no Blog Comportamento Animal do Estadão e é colunista pet no Link Record News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *